Busca avançada

Bancos Digitais: conheça essa nova era

quinta-feira, 4 de junho de 2020 por Isabella Franco
Bancos Digitais: conheça essa nova era

Com a premissa de usar a tecnologia para acabar com as burocracias dos bancos tradicionais, os bancos digitais têm revolucionado a forma como as pessoas cuidam de suas finanças.  

Os bancos digitais são aqueles regulamentados pelo Banco Central do Brasil, e que funcionam inteiramente de forma digital, sem agências físicas

O smartphone já é uma das principais ferramentas para acessar a Internet, fazer compras e manter contato com as pessoas.  

E com o controle do nosso dinheiro não poderia ser diferente. Apenas com o uso de um aplicativo, administrar uma conta se tornou um processo muito mais simples.  

Por isso, as contas digitais têm se tornando cada vez mais populares entre os brasileiros.  

E se você ainda não faz parte dessa nova era dos bancos digitais, aposto que após a leitura desse texto você vai se sentir tentado a conhecer essa outra forma de lidar com o dinheiro. 


Bancos Digitais: Era uma vez uma fintech 

Fintechs são empresas ou startups que entregam produtos financeiros totalmente digitais.  

A palavra fintech é uma abreviação dos termos em inglês financial (financeiro) e technology (tecnologia). 

Elas são empresas que usam a tecnologia para possibilitar uma inovação no sistema financeiro e disponibilizar serviços que se diferenciam dos ofertados por instituições tradicionais.  

As fintechs se destacam por ofertar, em sua maioria, serviços e produtos totalmente gratuitos. Assim, não é necessário pagar tarifas e taxas para desfrutar da maior parte dos benefícios que elas têm a oferecer.  

Isso é possível pois essas instituições já nascem em um ambiente digital. Sem gastos exorbitantes com grandes estruturas físicas, elas possuem custos reduzidos e alto potencial de escalabilidade. 

Até o momento, o Brasil conta com mais de 600 fintechs, e com um cenário propenso ao crescimento constante.  

Agora eu te pergunto: qual é a primeira empresa que vem na sua cabeça quando se fala em banco digital?  

Aposto que as chances de você ter pensando “Nubank” são altas.


Fintechs Unicórnio: tão valiosas quanto o animal místico  

O Nubank, apesar do nome, não é de fato um banco. Eles se denominam como “uma empresa de tecnologia que oferece uma plataforma de serviços financeiros”.

Ou seja, a empresa não chega a ser um banco, mas sim uma instituição de pagamentos.  

Mas isso não passa de um mero detalhe. Não é à toa que o Nubank é a maior fintech brasileira, e conta com mais de 20 milhões de clientes no Brasil (entre usuários do cartão de crédito e NuConta).  

E o Nubank, assim como a fintech Ebanx (empresa curitibana que processa pagamentos de serviços estrangeiros no Brasil), como Spotify, Aliexpress e airbnb já são unicórnios.  

Unicórnios são startups avaliadas em 1 bilhão de dólares antes de abrir seu capital na bolsa de valores. Elas atingem esse marco sem vender suas ações para o público e realizar o IPO (Inicial Public Offering, ou “Oferta Pública Inicial”, em português). 

No Brasil, o cenário é de crescimento. Já existem outras fintechs brasileiras no caminho de se tornarem unicórnios, como Conta Azul, Guiabolso, Creditas e Neon.  

E esse ambiente fértil traz benefícios não somente ao mercado nacional, como também para os usuários, que têm à disposição diversas opções de soluções financeiras, bastando apenas escolher a que mais se enquadra às suas necessidades 


Benefícios que vão além da tarifa 0