Busca avançada

Projetos de TI: O Barato que sai Caro

segunda-feira, 22 de junho de 2020 por Eduardo Spaki
Projetos de TI: O Barato que sai Caro

No texto anterior eu abordei alguns cases de fracasso quando o assunto é economizar dinheiro em projetos de TI. Naquele texto, eu falei sobre como distribuir recursos corretamente, através de exemplos negativos.

Dentre os exemplos, falei sobre a falta de investimento na qualificação de profissionais e gerência equivocada de projetos.

Mas existem muitos outros, como compra de materiais só por serem os mais baratos. Inclusive já falei em outro texto do blog que, ao compilar um software em um computador lento, me distraía esperando a compilação concluir. E como isso afetava o meu desempenho no trabalho.

Hoje eu vou dar continuidade ao assunto e dar dicas sobre como tomar uma decisão acertada quando o assinto é economizar em um projeto de TI.


Projetos de TI: Como fazer uma redução de custos sustentável?

Já vou dar um spoiler sobre como: primeiramente invista!

No texto anterior eu falei sobre como é natural dar aquela “pechinchada” ou pesquisada para verificar a opção mais barata, quando estamos consumindo/comprando algo.


Um exemplo pessoal para ilustrar um ponto de vista:

Particularmente, já quebrei algumas vezes a cara, ao optar pelo mais barato. Um caso recente, foi quando o farol do meu carro queimou. Levei o carro em uma oficina, e o mecânico me fez ir andando para uma loja a duas quadras da oficina dele, para comprar a lâmpada que ele iria colocar no meu carro.

Ali ele já me perdeu como cliente. Mas querendo resolver o problema, comprei a lâmpada, e observei-o instalar, para aprender e fazer eu mesmo na próxima vez. Curiosamente ele me alertou que a marca que havia comprado, a mais barata, poderia queimar fácil.

E assim foi, poucas semanas depois, a lâmpada queimou! Fui até uma autopeças e comprei uma lâmpada, a mais em conta novamente. Fui trocar e não consegui.

Levei em uma outra oficina o carro, e trocaram a lâmpada… pela mais barata! Uma semana depois, queimou novamente. Voltei na oficina, e colocaram uma nova, da mesma marca, na garantia… queimou novamente depois de uma semana.

Troquei de oficina, mas nessa me alertaram: Compre lâmpadas da marca “XPTO” - 2x mais cara. Comprei, não tive mais problemas e o mecânico ganhou um novo cliente.


O outro lado da moeda: